Imprimir

Libras e mindfulness são temas de destaque no IV Fórum da Educação

Libras e mindfulness são temas de destaque no IV Fórum da Educação

O IV Fórum da Educação, que aconteceu nos dias 16 e 17 de maio, discutiu linguagem e docência na atualidade, tratando de assuntos variados como metodologia de pesquisa e arte. O evento foi realizado pela Coordenação Geral de Ensino, do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais – Campus São João del-Rei, com a participação de alunos do curso de Letras. Foram oferecidas oficinas nas salas de aula e o público-alvo consistiu, em sua maioria, de estudantes da área de Letras e da Pós-Graduação em Didática e Trabalho Docente.

Antes da palestra da noite, houve  abertura oficial que contou com a presença do diretor de Desenvolvimento Institucional e um dos organizadores do evento, Professor Alex Mourão Terzi, representando o diretor- Geral, professor Alexandre Lana Ziviani; a chefe do Núcleo Acadêmico de Educação, Professora Kelen Benfenatti; a coordenadora do curso de Letras- Habilitação Português/Espanhol, Professora Ozana Sacramento e a coordenadora do curso de Pós-Graduação em Didática e trabalho Docente, Professora Juliana Brito.

A palestra de abertura, “Mindfulness e Educação”, ministrada pelo Prof. Dr. Marcelo Demarzo, prendeu a atenção dos ouvintes, os quais se mantiveram participativos e atentos durante as quase duas horas de apresentação. Foram feitas várias perguntas, durante e ao final da palestra. Entre os temas das questões estiveram: a aplicação do mindfulness nas salas de aula, a diferença entre meditação e a técnica apresentada pelo palestrante, entre outros detalhes sobre esse conceito até então desconhecido pela maioria da plateia.

No caso dos estudantes que estejam vivenciando situações de estresse, em decorrência da cobrança, da carga de estudos e da pressão social, o mindfulness pode ser uma ferramenta para a melhora da qualidade de vida deste aluno. “Ele pode, primeiro, perceber que esteja vivenciando a cobrança, o que estaria gerando a emoção negativa nele. Caso perceba o processo, através do mindfulness, pode dar um passo atrás, buscando tomar uma decisão diferente”, explica o Prof. Dr. Demarzo.

O segundo dia do evento, contou com a mostra “As mãos: meu mundo e minha comunicação no IF Sudeste MG”, do professor Anderson Geraldo Rodrigues. Anderson é surdo e ensina Libras no Campus, segundo o professor, a oficina teve o objetivo de compartilhar um pouco da sua experiência na escola, partindo do seu ponto de vista. Especialista em Libras e Educação para Surdos pelo Centro Universitário Internacional Uninter, Anderson trouxe documentos históricos sobre o desenvolvimento da comunicação por sinais no Brasil. “As pessoas, muitas vezes, têm ideias equivocadas sobre Libras e sobre a língua de sinais. Uma confusão recorrente é achar que a Libras é universal, quando no Japão, por exemplo, a língua de sinais é diferente“, explica Anderson.

Além do Professor Anderson, outras quatro oficinas foram ministradas: "Metodologias de análise de dados de pesquisa em educação", com Professora Gisele Francisca; "Análise do Discurso e COMPULSÃO À REPETIÇÃO: SINAIS DA EMERGÊNCIA DA PULSÃO DE MORTE NA HISTÓRIA DO BRASIL", com Professor Hélder Pereira Rodrigues; "100 anos de publicação do Curso de Linguística Geral de Saussure" com Professor Vítor Cordeiro Costa e Janaína Assis Rufino e "400 anos de D. Quixote" com a Professora Carmem Cristiane Borges Losano. 

Em nota, a Professora Ozana Aparecida do Sacramento, coordenadora do curso de Letras e uma das organizadoras do evento, fez um balanço, destacando o trabalho das monitoras: “trabalharam de forma responsável, proativa e generosa”. A professora também dá ênfase à participação da equipe da Coordenação de Comunicação e Eventos. Para ela e demais organizadores, o evento cumpriu o objetivo de discutir linguagem, educação e docência. “Gostaria de agradecer ao apoio de todos”, conclui.

Sobre Mindfulness

Mindfulness é uma palavra da língua inglesa, sem tradução para o Português, que significa, grosso modo, “atenção plena”. De acordo com a definição apresentada pelo professor Demarzo, que desde 2008 pratica e estuda o mindfulness, trata-se de uma técnica e um estado mental, em que o praticante está com sua atenção voltada para si, seus pensamentos e sensações. Demarzo é médico da família, trabalha com promoção da saúde e é conhecedor de yoga, medicina tradicional chinesa e ayurvédica.

Sobre Libras

É derivada tanto de uma língua de sinais autóctone, que é natural da região ou do território em que habita, quanto da língua gestual francesa; por isso, é semelhante a outras línguas de sinais da Europa e da América. A Libras não é a simples “gestualização” da língua portuguesa, e sim uma língua à parte, como o comprova o fato de que em Portugal usa-se uma língua de sinais diferente, a Língua Gestual Portuguesa (LGP). (FONTE: Wikipedia)

A coordenadora do curso de letras Professora Kelen
Alunos participam da abertura
Professor Alex fala aos presentes
A chefe de Núcleo, Professora Kelen
Demarzo recebe certificado das mãos dos alunos
Plateia participa de dinâmica proposta pelo palestrante, Professor Demarzo
Professor Alex representou o diretor-Geral na abertura oficial
Professor Marcelo Demarzo
Professor Helder faz debate com participantes
Professora Gisele em sua oficina
Professor Anderson e a instalação sobre as libras